GL

"Para quem tem pensamento forte, o impossível é só questão de opinião" Chorão - CBJ

Nosso e-mail: umgoldenemnossavida@hotmail.com

6 de out de 2010

ALEGRIAS, SORRISOS E RESPONSABILIDADE



Ter um cachorro em um apartamento não é uma das tarefas mais fáceis da vida. Ter um cachorro de médio/grande porte, como um golden retriever, torna esse trabalho um pouco mais intenso. Mas essa afirmação está longe de ser missão impossível. Ouvimos todos os tipos de conselhos. Desde os negativos até os mais otimistas. Uma coisa é certa, e não é mistério para ninguém: a atividade física para eles é muito, mas muito importante, principalmente para quem mora em um apartamento. Por vários motivos. Primeiro para a saúde física e mental do animal. Segundo, para a saúde física e mental dos seus donos. E em terceiro lugar, a saúde física dos móveis e do apartamento.

Nesses três meses que estamos com a Luna, que hoje está com quatro meses de vida, pudemos perceber essa diferença. Nos primeiros dias, enquanto ela tomava suas vacinas e não tinha a permissão de freqüentar a rua, nos preocupamos com nossos móveis, pois volta e meia, Luna se atracava com uma cadeira ou com um rodapé. Depois que a Luna teve carta branca para suas aventuras “extra casa”, nossos móveis ficaram, de certa forma, a salvos. Claro, não podemos esquecer de que se trata de um golden retriever, e assim como todos, são brincalhões ao extremo. Para eles não existe hora e nem lugar para brincar. Temos a obrigação de impor limites para que eles possam entender que em certos locais e horários, as brincadeiras estão suspensas. Mas as vezes, todas as nossas armaduras caem por terra depois de olhar para aqueles olhos pretos pedinchões que nos fitam fixamente por vários e vários minutos querendo brincar. Não rara as ocasiões que nos deparamos com Luna e seus brinquedos pendurados na boca na madrugada.

Mas quando Luna brinca na rua, seja correndo atrás de pássaros, correndo com outros cachorros, ou em busca de um graveto para nos mostrar, chega bastante cansada em casa, e aí, nada melhor do que um soninho para restaurar as energias. Não liga para seus brinquedos, não liga para o local nem a posição em que dorme e principalmente... não está nem aí para os móveis. Passeamos com Luna no mínimo duas vezes por dia. Uns 30 à 40 minutos de manhã e aproximadamente 1:30 à 2 horas a noite. Assim ficamos sossegados e a deixamos feliz.

Em minha opinião, para se ter um golden, ou qualquer outro animal, temos o dever de cuidá-lo com responsabilidade para que ele se torne uma ótima companhia e nos arranque sorrisos de felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário