GL

"Para quem tem pensamento forte, o impossível é só questão de opinião" Chorão - CBJ

Nosso e-mail: umgoldenemnossavida@hotmail.com

28 de jul de 2010

MAIS VÍDEOS

Um ataque "quase" mortal!!!


Vídeo Aula - Aprenda Sapateado com Luna



LUNA - A SIMPLICIDADE DA CACHORRA

Nossa rotina foi tão alterada com a chegada de Luna que, após várias conversas, decidimos comprar uma TV e colocá-la no local da casa na qual Luna pode ficar (limitamos a sua liberdade apenas para alguns pontos da casa). Tudo para que possamos fazer companhia a ela, além, é claro, de não perdermos nossos programas favoritos. Foi a partir da compra da TV que descobrimos o quanto Luna é humilde.

Antes de sua chega, passamos por todos os pets da cidade, onde compramos brinquedos dos mais variados modelos, cores e sabores para agradá-la. Até que a televisão chegou, e ela se encantou mesmo foi com a caixa de papelão que embrulhava o aparelho. O que podemos fazer se nossa cachorra é um exemplo de simplicidade canina... hehehe!!

A toca perfeita

depois da bagunça... um soninho para repor as energias

27 de jul de 2010

REFORMAS NO DORMITÓRIO DE LUNA


Uma conferida no espelho antes de sair de casa

Com a vinda da Luna, nossa rotina, se é que tínhamos uma, mudou. Já éramos felizes, mas a cachorrinha trouxe uma alegria diferente para nossa casa. Por enquanto, ela é o centro de todas as atenções. Por isso, essa semana fomos, de certa forma, obrigados a efetuar uma mudança no "quarto" de Luna. A princípio, aquele cômodo funcionaria como uma dispensa.

Lá estavam caixas plásticas, caixas de papelão, aspirador de pó, vassouras... Já deu pra imaginar que era quase um parque de diversão para certa figurinha. Então fomos obrigados a montar algumas prateleiras para tirar toda aquela bugiganga do chão, ou pelo menos, do alcance de Luna.

Pela primeira vez achei que tinha notado um certo receio, ou até quem sabe, um pouquinho de medo em Luna, quando o marceneiro ligou a furadeira pela primeira vez. Achei que o barulho ia deixá-la maluca e que sairia correndo daquele local, que seria, para ela, infernal. Engano meu, pouco tempo depois lá estava Luna passeando entre brocas e pregos, buchas e chaves de fenda, cheirando o que podia e estranhando aquela pessoa, pois afinal, tinha um estranho em seu dormitório, e ainda por cima tirando tudo do lugar. Mas pasmem... minutos depois lá estava Luna dormindo entre o barulho da furadeira na parede e marteladas na madeira.

O que sobrou para ela depois da organização do quarto? Uma caixa de papelão pequena, na qual ela fez questão de destruí-la como se dissesse para nós: "já que não vou ficar com nada... vocês também não ficarão".

A caixinha segundos antes de ser destruída

Posando de modelo

21 de jul de 2010

A SEGUNDA TRAVESSURA...

Estamos começando a temer pelo pior hehehehe. Já está parecendo manchete de jornal:

“LUNA ESCAPA NOVAMENTE”

Só que desta vez conseguimos barrar antes que ela chegasse aos quartos ou a sala. Luna agora está cercada e quando consegue fugir do “primeiro obstáculo” em busca de sua liberdade é barrada por um portão instalado na copa.

Esta semana não sabemos como ela conseguiu fugir novamente. Vocês podem estar perguntando: “E o estrago?” Voltamos a informar que os estragos foram de pequena monta, mas ligamos o botão de alerta hehehehehe.

Dessa vez ela teve sucesso parcial. Luna teve acesso apenas à cozinha e copa. Nestes dias o frio abateu na cidade então resolvemos ligar o aquecedor no local a noite. Mas depois do uso não o retiramos. Lapso? Confiança excessiva? Luna teve total liberdade, sem ser incomodada por ninguém, para roer o conector (plug da tomada) do aparelho.

Sorte nossa que Luna não pôde estragar muito, pois, o conector é de plástico duro e seus dentes ainda são pequenos. E ficamos tranqüilizados porque ela não pegou o cabo que é bem mais mole e destruiria fácil hehehehehe.

A temporada de fugas pelo visto já começou... Estamos de olho!!!!!!

20 de jul de 2010

FINAL DE SEMANA

Esse é Bóris, futuro amigo de Luna.

Luna aprendendo o comando "senta!"

Nesse final de semana, praticamente ficamos sábado e domingo juntos de Luna. Notamos que quanto mais passamos tempo ao seu lado, mais calma ela fica. Por ela não ter permissão de frequentar a rua ainda, uns 2o minutos por turno, ela fica mais agitada, querendo brincar, correr e morder. Depois o sono toma conta do seu ser e passa horas dormindo. Está adorando televisão, e acreditamos que o seu programa favorito é o Jornal Nacional, porque prende a atenção. Luna está ficando cada dia mais esperta. Cada dia que passa nos respeita mais. Sabe muito bem distinguir o certo e o errado e provoca várias vezes o errado para darmos atenção a ela. Está prestando mais atenção quando chamamos ou "dizemos" algo. O "senta!" já está manjado por Luna, o "deita!" ainda dá umas escorregadas, mas está aprendendo, e o "fica!" também está melhorando. A limpeza da sujeira cansa, nós sabemos, mas o carinho compensa.


13 de jul de 2010

A PRIMEIRA TRAVESSURA DE LUNA

Em nossas buscas por informações da raça golden retriever sempre deparamos com o aviso alertando que é uma raça brincalhona e que está sempre disposta a aprontar... e com a Luna não foi diferente, começou cedo, com seus 50 dias de vida.

Ontem pela manhã saímos para trabalhar e a deixamos como sempre, trancada em seu quarto (dependência de empregada e área de serviço). Só não imaginávamos que a tranca da porta abriria com as rajadas de vento que abateu na cidade.

Foi neste momento que cheguei em casa, no maior silêncio para Luna não escutar, porque senão chora antes mesmo de nós a soltarmos, e quando fui deixar a bolsa na sala, escutei uns passinhos inconfundíveis passando por trás de mim. Procurei de um lado e não vi nada, e quando olhei para o outro, lá estava ela se sacudindo toda de felicidade. Fui obrigada a trancá-la para poder avaliar os estragos dessa “liberdade não vigiada” de Luna.

Pelo visto seu “habeas corpus” foi curto. Notei apenas que o tapete do banheiro estava jogado no canto, acredito que na correria de aproveitar a liberdade deve ter escorregado e vi que Luna se divertiu mesmo com uma sacola de plástico que estava no quarto. O saldo do estrago? Por enquanto pequeno. A sacola ficou toda roída (estou crente que no DNA dela tem herança genética de roedores).

Mas pelo menos não roeu nada que pudesse fazer falta. Ela estava na “cara do gol”, pois teve acesso a todas as roupas e sapatos que podiam saciar a sua insaciável vontade de morder. Levamos sorte, pois acreditamos que o tempo foi curto demais para ela cometer seus primeiros delitos...

12 de jul de 2010

NADA MELHOR QUE MASSAGEM


Sexta feira, depois de uma semana cheia de compromissos, nada melhor do que um carinho pra relaxar!!! Foi "stress" demais, injeção, vacina para vermes, buscar bolinha, roer osso, morder as mãos dos donos...

7 de jul de 2010

45 DIAS... A PRIMEIRA VACINA

Ontem Luna fez 45 dias e foi até a Clínica Veterinária para tomar a primeira dose da vacina V10 e a vacina para vermes. O veterinário disse que ela poderia "chorar" na hora da vacina e que depois Luna ficaria, palavras dele, "meio jururu" após a injeção. Nem um nem outro. Em nenhum momento chorou ou esperneou e muito menos ficou jururu no decorrer do dia.

Aliás, no dia a dia, Luna tem se comportado bem, dentro dos padrões da idade. As necessidades estão feitas 90% no jornal. As vezes escapa um xixi aqui e outro ali, mas tudo dentro do normal. Está comendo super bem, três vezes por dia, e dormindo bem também. Não chora mais a noite
e não é tão manhosa. Almoçamos e jantamos na mesa e ela não nos incomoda, aliás, na maioria das vezes dorme entre nossos pés.

A única parte negativa, se é assim que podemos dizer, é que as vezes Luna tem alguns atos de rebeldia, mas nada que um NÃO bem dado não surta efeito. Ainda tem muito a aprender. E agora a vontade é que Luna tome as vacinas logo para podermos sair de casa com ela.

5 de jul de 2010

NOVIDADES...

Não faltaram visitas, nestes dias, interessadas a conhecer a pequena Luna. Com apenas 12 dias ao nosso lado ela já se tornou a sensação dos amigos e familiares. Amanhã ela completará 45 dias e por isso a primeira consulta ao veterinário já foi agendada. Pela gente, a aplicação da primeira dose da vacina V10, esperamos que ela se comporte...

Atualmente sua rotina é comer, dormir, brincar e morder muuuuuito, brincar e dormir. Muitas das visitas que a conheceram no dia em que chegou notaram o quanto ela já cresceu, e nós também tivemos esta sensação..., até porque ela parece um boizinho comendo.

Também notamos que ela já nos conhece, e esta cada vez mais carinhosa e obediente. Por falar em obediência muitos não acreditaram, mas a Luna já está obedecendo ao comando “senta”, isso desde que ela tinha uns 38 dias.

O local das necessidades ainda é um pouco desconhecido. Pra falar a verdade na maioria das vezes ela faz no local correto, apesar de algumas escapas. Tudo bem, afinal ela ainda é nova e isso acontece raramente, dá para relevar. Mas uma podemos notar, a Luna é muito inteligente e a cada dia, nossa esperanças cresce no sentido de que vai dar certo criá-la dentro do apartamento.

1 de jul de 2010

" E QUANDO EU ESTIVER TRISTE, SIMPLESMENTE ME ABRACE!"

PORQUE AS PESSOAS SÃO TÃO NEGATIVAS?

Hoje completou uma semana que a Luna chegou lá em casa, e parece que já está crescendo...

Estamos investido em artigos para higiene, brincadeiras, mordidas... e já falamos com veterinários e especialistas. Mas todos de alguma forma duvidam da nossa meta de deixá-la educada e obediente. Já estamos cansados de seremos desmotivados, será que alguém pode pelo menos ‘mentir’ que acredita na gente? Hehehehehe

Fácil não é, e nunca dissemos que seria, mas também não seria fácil para qualquer raça, isso nós temos certeza. Precisamos é demonstrar aos conhecidos que quando escolhemos a Luna, tínhamos noção das nossas limitações e de nosso compromisso, então não fizemos um investimento as cegas e na empolgação como eles pensam. Nós sabemos que teremos sapatos e chinelos destruídos, que perderemos alguns objetos da casa, mas tudo isso pretendemos diminuir o estrago ao máximo com obediência.

Mas o mais engraçado disso tudo é que a maioria das pessoas que nos “criticam” é leiga no assunto “cachorro”, e ao final, sempre tentam dar alguns conselhos. Porque será?

Claro que ouvimos atentamente qualquer conselho, mas filtramos aqueles que nos fazem crer, baseados em livro, serem os melhores. Mas fora o cansaço de dar explicações as pessoas, no mais as coisas estão correndo “tranquilamente”. Claro que vamos acertar em várias coisas, e vamos errar em outras, mas isso faz parte de qualquer início de aprendizado. Aliás, é uma ótima terapia para testar a paciência!!!

Nesses últimos dias, recebemos recados e telefonemas motivadores. Encontramos ainda, um casal de conhecidos que nos motivou muito, pois possuem duas cadelas dentro do apartamento, sendo uma da raça labrador. Nos passaram algumas dicas e saímos mais esperançosos e sabendo que não somos os únicos “loucos” da cidade.